quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Telemarketing


A gente recebe ligações de telemarketing oferecendo produtos e outras vezes, pedindo doações. (Misericórdia! Mal consigo dar conta das despesas normais. Imagina compras ou doações?!) Bloqueia-se os números, porque rejeita-los já não serve mais. Uma hora atendemos e somos obrigados a mandar a real educadamente; "Filha, vocês não param de ligar pra esse número. Por favor, eu quero que parem por gentileza. Boa tarde!" 
Ok, entendo que seja um trabalho e que há sua área. Que existe treinamento e etc. Que há cobranças, metas estafantes e um salário que não vale o desgaste. Que poucos realmente tem estômago pra tal ou ainda que não tem opção. Que ouvem coisas que fariam qualquer auto estima ao fim do dia, estar um fiapo só. Mas, é super sacal ter que ouvir aquele texto repetitivo e entonação mais que artificial. E pior, a insistência sufocante! É respirar fundo lembrar que devemos respeito e educação a todos... e dar um basta!

domingo, 1 de outubro de 2017

Outubro Rosa

 Mês da conscientização sobre 
a importância 
do auto exame da mama. 
Prevenir ainda é o melhor!

sábado, 16 de setembro de 2017

Exposição Santander Cultural - QUEERMUSEU

Não queria opinar, mas não resisti. 
Até porque contra fatos não há argumentos.




Arte: 
- é uma criação humana com valores estéticos, como beleza, equilíbrio, harmonia, 
que representam um conjunto de procedimentos utilizados para realizar obras. 
É um reflexo do ser humano e muitas vezes representa a sua condição social 
e essência de ser pensante.



Vilipêndio religioso
- achincalhar, menosprezar, desrespeitar, aviltar ,degradar, destruir, que 
ocorra em público contra um ato religioso ou sobre objeto de culto religioso. 



Pornografia
- estudo da prostituição.
- coleção de imagens obscenas.

Zoofilia: 
- é uma perversão na qual os humanos sentem atração sexual por animais.
-atividade ou envolvimento sexual de humanos.


Perversão sexual:
- anomalias nas práticas sexuais, socialmente consideradas normais. 
Dentre muitas, citamos a necrofilia, zoofilia, coprofilia, pedofilia e outras.


sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Quando dói na alma...

Tenho profunda dificuldade de lidar com muitas coisas e estas sempre estão associadas ao emocional. Dizem que isso é ser sensível -quando são bacanas, outros tacham de "frescura"- e infelizmente, ainda não surgiu uma forma efetiva de tornar isso menos dolorido.
Criar algo é terapêutico, salutar e ajuda a desafogar a alma. Com o tempo aprendi que fazer coisas belas me elevavam o ânimo. Sim eu já criei coisas onde expressei a dor, fosse física ou não. Ao findar eu mesma me deprimia com o resultado e nem pensar que alguém pudesse testemunhar que aquilo... era a expressão da minha alma. Levei tempo a compreender que eu deveria canalizar minha energia em algo que me alegrasse, e não ao contrário. Algo que eu teria prazer de mostrar, guardar e rever, ou relembrar. Isso me ajudou até em aprender a usar o "não". Também na recusa a muita coisa que me afetava negativamente.
Contudo, há períodos em que a sensibilidade fica em alta e fazer essa seleção racional, é muito dificultoso. Aí... tudo dói na alma.